Blog Saúde e Bem Estar Emporium

Bio-MAMPs - equilibra a flora intestinal

O que são


MAMPs significa padrões moleculares associados a microrganismos. Estas estruturas são comumente encontradas na parede celular de bactérias.

Bio-MAMPs são fragmentos de bactérias que melhoram a disbiose (desequilíbrio da flora intestinal).

O termo “Paraprobióticos” é referente à utilização terapêutica destes MAMPs. Foi demonstrado que os benefícios à saúde decorriam de uma interação entre o sistema imune e os componentes celulares de cepas probióticas.

Indicações clínicas dos Bio-MAMPs

Estudos demonstram que os Bio-MAMPs reduzem significativamente a inflamação através da diminuição de citocinas inflamatórias como IL-4, IL-5, IL, IL-12 antígenos como IgE,IgG1 e ainda diminuem radicais livres. Além disso, os Bio-MAMPs aumentam citocinas anti-inflamatórias.


Ensaios clínicos relatam a eficácia dos Bio-MAMPs no tratamento da artrite, alergias alimentares, colite, redução do colesterol e ainda no aumento da imunidade do hospedeiro:

  • Artrite;

  • Atenuação da dor visceral;

  • Colite;

  • Estimulação do sistema imunológico;

  • Redução de citocinas inflamatórias;

  • Redução de doenças alérgicas, através da redução de IgE;

  • Redução de alergias alimentares;

  • Redução do colesterol.

Bio-MAMPs Lemma

Bio-MAMPs LEMMA são fragmentos ativos na forma de lisados proteicos, obtidos de cepas probióticas com elevadas concentrações de unidades formadoras de colônias (UFC), que receberam tratamento térmico-tecnológico específico para viabilidade da liberação de fragmentos ativos. Nesse processo as cepas são “mortas” e, desta maneira, os fragmentos dos probióticos são capazes de ativar o sistema imunológico do hospedeiro.


PROPOSTA DE FUNÇÃO dupla de probióticos onde as células vivas e mortas interagem com a mucosa gastrointestinal

Disbiose x Estresse oxidativo x Inflamação x Patologias

Estudos demonstram que a disbiose está intimamente ligada à inflamação e estresse oxidativo e o surgimento de doenças. Bio-MAMPs LEMMA induzem a produção de citocinas anti-inflamatórias IL-10 e TGF-ß. Além disso, inibem a inflamação neutrofílica, a geração de TNF-ß, citocinas pró-inflamatórias e proliferação de células CD4+. O nível de inflamação celular está correlacionado ao aumento do estresse oxidativo.


Consequentemente, os probióticos reduzem significativamente o estresse oxidativo, através da importante atividade anti-inflamatória e ainda pelo estímulo de enzimas antioxidantes endógenas como SOD, catalase e glutationa peroxidase.


A modulação da microbiota intestinal através do consumo de probióticos e antioxidante primário como o GliSODin® é uma importante estratégia no tratamento e prevenção de patologias.


Protocolo Clínico


A associação de Bio-MAMPs, probióticos liofilizados LEMMA e GliSODin®, é extremamente benéfica ao organismo, pois desta maneira serão reduzidos de forma significativa a disbiose, a inflamação e o estresse oxidativo envolvidos no desenvolvimento das patologias.

Fonte: Lemma

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Categorias
Siga
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Google+ Icon

Horário especial de atendimento

(durante o período de enfrentamento do

novo coronavírus)

Seg a sex das 9h às 18h

Sábado das 8h30min às 12h

ESTACIONAMENTO EMPORIUM

Rua Tereza Cristina, 270

Estreito - Florianópolis - SC